​Postagens

A origem do Halloween e os dias de hoje!

October 30, 2016

 

 

 

 

O Halloween, conhecido também como “dias das bruxas“ é uma festa comemorativa e que acabou conquistando boa parte do mundo. E você? Já se perguntou sobre a origem do festival comemorado no dia 31 de Outubro?

 

 

 

 A origem pagã

 

 A muito tempo atrás o povo celta (grupo de povos que viviam nas regiões como Reino Unido e Europa) celebravam um festival que se chamava “Samhain“, termo que significa “fim do verão“, que ocorria no dia 31 de Outubro. As maiores marcas do festival eram as fogueiras e celebrava a abundância de comida após a época de colheita.


 Porém, o festival não ficava só por aí, com o início do inverno, as noites eram mais longas que o dia, era o início da “escuridão“. Alguns desses povos invocavam os “espirito“ e faziam uma homenagem ao “Rei dos mortos“ com oferendas e feitiçarias. Os demais, com receio, iam para suas casa e penduravam ao lado de fora algo que pudesse espantar esses “tais“ espíritos, alguns saiam de suas casas com trajes que lembravam eles, em tentativa de serem confundidos.

 

A tentativa da igreja Romana de cristianizar

 

 Com o passar do tempo, no século 8, com crescimento da Igreja Romana, as pessoas que serviam ao “paganismo“ eram os principais focos para a cristianização. Uma das maneiras encontradas pelo papa Gregório terceiro, foi em mudar a data do “dia de todos os Santos“, que ocorria no mês de Maio, para 1 de Novembro, um dia depois do festival “Samhain“. Com isso, as pessoas que serviam ao paganismo poderiam migrar para o cristianismo.

 

Ocultismo por trás do Halloween

 

 Com o decorrer dos dias, o festival “Samhain“ passou a ser denomino de “All Hallows Eve“, que significa “Noite de todos os Santos“, e abreviado com o que conhecemos hoje, “Halloween“. Porém sua tradição continua a mesma mudando apenas a denominação.

 

Crescimento do festival

 

 Em 1845, durante o período conhecido na Irlanda como a "Grande Fome", 1 milhão de pessoas foram forçadas a imigrar para os Estados Unidos, levando junto sua história e tradições. Logo o festival ganhou sua popularidade em todo o país. Foi nos Estados Unidos que a “abóbora“ se tornou símbolo máximo do festival, até então no Reino Unido eram usados os “nabos“.


A dor de cabeça na década de 30

 

 Na década de 30, o Halloween passou a ser uma dor de cabeça para os americanos, o motivo foi devido as brincadeiras, que até então eram inofensivas. As crianças passaram a jogar pedras nas janelas das casas e automóveis, colocavam fogo em alguns estabelecimentos. Nos lugares mais afastado das cidades, as crianças abriam os portões onde ficavam os gados na calada da noite. Mesmo assim, os americanos não queriam acabar com a tradição, foi então que uma determinada empresta, lançou revistas com ilustras, sugerindo outras opções para festejar a data. Uma delas foi a “festa fechada“, dentro de suas casas, as “brincadeiras“ passaram a serem menos agressivas, se aproximando do “Halloween“ que conhecemos hoje.

 

 O capitalismo e a popularidade ao redor do mundo


 Essa mesma empresa, responsável em mudar a visão das pessoas a cerca do modo de festejar o Halloween, passou a também comercializar artigos para a data, o resultado foi melhor que esperado. Visando o lucro, logo, todos os comerciantes passaram a venderem produtos relacionado ao festival. 


 Com o surgimento da televisão e a globalização, muitos países adotaram o “Halloween“. No mês de Outubro, é muito comum a comercialização de artigos do festival em uma boa parte dos países.

 

Conclusão 


 Embora muitos acreditem que o “Halloween“ tenha uma ligação com o “dia de todos os Santos“, essa é uma afirmação contraria se analisarmos a história e a sua origem.

 

 O festival pagão do povo celta, “Samhain“, continua introduzido no “Halloween“ de hoje, o que ocorreu, foi apenas uma mudança de nome.


 A Igreja Romana mudou a data do “dia de todos os Santos“ para primeiro de Novembro, exatamente para tentar acabar com o festival pagão, o que não aconteceu devido ao “ocultismo“.

 

 Hoje, há quem diz ser uma data apenas para se divertir e se caracterizar, outros já são contra devido a raiz que a tradição trás, e você? o que acha?

 

 

 

 

 

Please reload