​Postagens

“Resumo do lançamento“. Celso Cathcart Jr. revela não ser o autor do livro. Presença dos personagens e muita emoção marcam o evento!

May 6, 2016

 

  ‘‘Eu não sou o autor do livro!“, revelou Celso Cathcart Jr. no evento de lançamento do livro.

 

 

 No dia 3 de maio, o salão da cidade de Oizumi, Bunkamura, foi o grande cenário para o evento

de lançamento do livro.

 

 

 O autor Celso Cathcart Jr. foi o grande responsável por conduzir o evento, inclusive, foi ele quem abriu o evento com um belíssimo texto resumindo a história da vida de sua irmã Silvia.

 

 

 

 Em seguida, a irmã de Silvia, Simone, personagem do livro, deu continuidade na abertura cantando a música tema do livro, “Se eu apenas te tocar“, da cantora Mariana Valadão. Sua prima Arissa foi quem tocou a música no piano. Ficou lindo!

 

 

 

 No início, o jovem escritor agradeceu pela presença de todos no evento. 

 

 

 E questionou a plateia, dizendo:


“Se a Silvia estivesse aqui, o que ela teria pra dizer pra a gente?“, em seguida, chamou para o palco Juliana, uma das personagens do livro que seria responsável em passar a mensagem.

 

 

 

 Juliana cantou as músicas; “A casa do pai“, da cantora Aline Barros, e “O maior troféu“, da cantora Damares. Enquanto se apresentava, no telão, cenas da Silvia no livro era demonstrada. Foi emocionante.

 

 O autor aproveitou a oportunidade para passar no telão a resenha que fez do livro.

 

 


 Sob aplausos, o filho de Silvia, Kayky, foi quem entrou com o livro em mãos e apresentou a obra a todos.

 

 

  Feito a apresentação do livro, Sarah, a sobrinha de Silvia, subiu ao palco para cantar a música “Fogo consumidor‘‘, do cantor Fernandinho, ao lado do seu tio. A surpresa mesmo foi no vídeo apresentado simultaneamente, fazendo uma homenagem aos profetas do livros.

 

 

 A emoção tomou conta dos nossos profetas, a personagem Elô, não conteve suas lágrimas e chorou emocionada.

 

 Após o termino da apresentação, os profetas foram convidados a subirem ao palco.

 

 Guilherme, Adriana, Elô, Fernandes, Claudemir, Eliana, Juliano e Suzan, seguiram para o palco.

 

 O autor relevou aos profetas que eles seriam os primeiros a receberem o livro em agradecimento por tudo que fizeram pela Silvia.

 

 Os primeiros a receberem o livro, foi o casal Guilherme e Adriana, pelas mãos da personagem Vera, mãe de Silvia.  

 

 Na obra, o personagem Guilherme foi o pastor da personagem principal.

 

 

 Após orar pelo livro, trocou algumas palavras com o autor.

 

 

 “A convivencia de você e da Silvia, foi em torno de um ano. O que explica esse carinho, essa emoção em tão pouco tempo de convívio?“, perguntou o autor.


“A nossa relação com a Silvia foi algo de Deus mesmo. Nem mesmo ela sabia dizer o que  tinha... Mas vimos nela que era uma mulher que queria viver, tinha força de vontade de lutar em meio aos diagnósticos que muitas vezes vinham. Descrever todos esses momentos que passamos com ela... Palavras faltam, Junior. Porquê ela sempre foi uma mulher guerreira! Eu louvo pela oportunidade que Deus nos deu de levar o Senhor Jesus pra ela, poder orar por ela, não só eu, mas todos os irmãos em Cristo que aqui estão. Foi um mover de Deus, Ele diz:

 

 ‘Ninguém vem a mim, sem que o Pai não permita.‘

 

 Então Deus nos deu a permissão para que nos possamos cuidar dela, enfim... Não posso falar muito para não contar o livro“. contou Guilherme.


 ‘‘E como você se sente? Você foi como um professor pra ela, da vida. Ela aprendeu a Palavra através de você e, você poder ver essa ovelha sendo salva, como você se sente?‘‘, perguntou o autor.


 ‘‘É algo que todo pastor espera do seu rebanho. Poder anunciar as boas novas, o evangelho do Senhor e, poder ver a sua ovelha dando frutos. Em tão pouco tempo ela renunciou... Digamos assim, tudo aquilo que a Escritura Sagrada ensina sobre aquilo que devem renunciar pra ter uma vida com Deus. Foi um prazer muito grande ter cuidado da vida dela, ter pastoreado. A gente tem uma certeza muito grande que hoje ela está nos braços do Pai. Foram tempos marcados... Às vezes... Da a impressão que... Ela vai entrar correndo... O que me conforta o coração é aquela passagem de um homem que diz que; “aquele que crê nunca verá a morte“. Então eu creio que quando ela fechou os olhos ela abriu nos braços do Pai.‘‘, contou o profeta.


 “Muito obrigado, Pr. Guilherme. Está bem emocionado. E vocês vão entender o porquê de tanta emoção depois que lerem o livro.“, finalizou o autor.

 

 O casal Elô e Fernandes foram os próximos a receberem o livro, desta vez, quem a entregou foi Simone.

 

 


 

 

 Enquanto se abraçavam, Elô e Simone derramaram lágrimas. Assim que terminaram de se cumprimentar, a pastora orou pelo livro.

 

 
 Após a oração, Celso Cathcart Jr. se aproximo do casal para um bate papo.

 

 

 “Conta um pouquinho da sua amizade com a Silvia!“, pediu o autor.


“Nós começamos a trabalhar juntas, eu lembro a primeira vez que eu vi a Silvia e quando olhei, pensei; ‘Nossa, que menina linda, alegre‘. Na verdade a amizade começou pela Simone, depois eu conheci a Silvia. A Simone trabalhava do meu lado e ela começou a conversar, dali foi criando esse laço de amizade e muitas coisas engraçadas“, finalizou Elô com um belo sorriso.


“Quando você pensa na Silvia, que sentimento vem no seu coração além da saudade?“, perguntou o autor.


“Eu vejo uma pessoa firme! Que apesar das dificuldades, se mantinha firme e fiel.“

 

“Você era amiga ou pastora?“, perguntou o autor. Sem pensar duas vezes, respondeu a pastora:

 

“Eu era amiga!“

 

 O próximo a receber o livro, foi o casal Claudemir e Eliana, desta vez, como o personagem “Juninho“ foi o primeiro contato com o casal, o próprio autor entregou a eles.

 

 

 

Após a oração do Pr. Claudemir, Celso Cathcart Jr. bateu um papo com o profeta.

 

 


“Eu gostaria de poder escrever este livro em braille pra você“, disse o autor, “O pastor Claudemir diz que não enxerga, eu tenho lá as minhas dúvidas.“. Em um tom de humor, respondeu o profeta:

 

 “Eu finjo que não enxergo pra não precisar pagar o ónibus“


 Todos caíram na gargalhada, até mesmo o autor, que contou:

 

 “Uma vez, na volta da UTI, a gente parou pra almoçar. Ele cortava a carne, bebia água sem derrubar. Aí, eu olho pra minha mesa, o arroz todo derrubado, vou pegar água derrubava na calça... Eu olhando pro Claudemir, pensei; ‘Não pode ser...‘, e finalizou dizendo, “Mas meu amigo, você enxerga de um ângulo diferente, com o coração!“. E perguntou:


 “Você teve uma curta experiência com a Silvia. E o engraçado, é que na época em que você foi visitar a Silvia ela não podia falar. O único contato que eles tiveram foi um aperto de mão. O que você sentiu ali?‘


 “Muito interesante é que, as pessoas que enxergam, através de um gesto, do rosto de uma pessoa, da pra você visualizar, montar um diagnóstico daquilo que a pessoa está querendo passar. E a Silvia não conseguia falar e eu não tinha como visualizar o rosto dela, nenhum movimento. Então, eu esperei e contei com a ajuda plena do Espirito Santo. Aquele aperto de mão, que eu dei na Silvia, foi algo tão lindo, tão maravilhoso, Deus me deu uma palavra muito profética pra ela no hospital, eu me lembro como se fosse hoje:

 

‘Eu curo o corpo físico sim, mas eu estou fazendo algo muito lindo na vida dela. Eu estou curando a alma dela.‘

 

 Eu fiquei muito honrado em conhecer a Silvia e, muito honrado em estar aqui!, finalizou Claudemir.


 O próximo a receber o livro, foi o casal Juliano e Suzan, pelas mãos do autor.

 

 
 Juliano e Suzan não são personagens do livro. O motivo da presença do casal, é que eles foram peças fundamentais para o lançamento do livro, com isso, o casal acabou fazendo parte da obra. O autor então comentou:

 


 “Pastor, como foi difícil a vinda dos livros!“


 “Foi difícil!“, concordou ele e, continuou. “Eu não tive o prazer de conhecer a Silvia. Eu conheci o Celso, trabalhei junto dele. Toda vez que acontecia algum enrosco, a gente parava pra conversar, ele vinha ali comigo e eu falava; ‘Rapaz, Deus está trabalhando com você na verdade, o livro vai chegar! O livro já nasceu, Deus já deu essa liberação‘. Parecia que tudo dava errado, tudo enroscava, mas na hora certa, no momento certo, Deus deu a liberação e o livro chegou. Estamos com ele aqui né!? Graças a Deus‘‘, disse o profeta.


 O autor então fez uma revelação que todos ficaram de boca aberta. 


 “Eu não sou o autor do livro“, revelou. Todos ficaram sem entender, até o jovem escritor  justificar, “Não fui eu quem escreveu a história da Silvia, não sou eu quem escrevo a minha história. Fui apenas capacitado.“, então, convidou à plateia a se levantar e a aplaudir o verdadeiros autor da obra, “É o nosso Deus!“, finalizou o autor com humildade, exaltando a Deus.

 

 Celso Cathcart Jr. fechou a oração ao lado dos profetas abençoando os livros e os leitores.

 

 

 


 Após agradecer a editora Schoba pela parceria, mandou um abraço especialmente para as pessoas do Brasil, como o personagem Celso, seu pai. A personagem Vivian, sua prima. E sua amiga Camila, que ajudou na edição dos livros. Além de toda sua família e amigos.

 

 Para fechar com chave de ouro, a personagem Adriana, esposa do Pr. Guilherme, foi quem finalizou o evento, cantando uma das músicas do livro chamado “Sorria“, da Comunidade das Nações.

 

 

 Se você ainda não adquiriu, não perca tempo, venha fazer parte desta história de milagres e de muita emoção.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Please reload