Acho que por um lado foi bom eu ter passado por tudo isso. Eu vivia reclamando que não tinha dinheiro. Hoje, vejo o que realmente é importante, a saúde! Antigamente, dizia que tinha fé. Mas fé mesmo eu tenho hoje, depois da doença. Agora posso dizer quem realmente é Deus  

Silvia Cathcart, trecho do livro: 

Um milagre em  minha vida

​Doença de Still do Adulto (DSA)

“A cada cem mil pessoas, uma desenvolve a doença de Still do Adulto. Saiba mais sobre a doença vivida por Silvia Cathcart no livro; Um milagre em minha vida.

A doença de Still do adulto (DSA) é uma desordem inflamatória sistémica (caracterizada por febre alta, manchas rosadas pelo corpo, artrite e aumento de números de glóbulos branco. 

 

A doença de Still em adulto, ocorre em praticamente todos os países e etnias, mesmo sendo considerada uma desordem rara.

 

 Geralmente a frequência em relação ao acometimento é igual em ambos os sexo.


A maioria dos pacientes quando inicia a desordem está entre os 16 e 35 anos de idade 75% , embora muitos estudos encontram variação de acometimento até a sétima década de vida.

​ “Silvia desenveolveu a doença no Japão, os primeiros sintomas surgiram aos 31 anos de idade.“

 

Sintomas Frequentes

‘‘Mancha rosada na pele, febre alta e dores nas juntas, são as principais caracteristicas da doença“

​Silvia apresentando manchas rosadas no pescoço, caracterisitca da DSA

“Silvia chegou a ficar mais de um mês com frebe alta e constante, a principio, começava no início da noite“

Os sintomas mais frequentes são esses:

► Febre, que costuma aparecer abruptamente, uma vez por dia, tipicamente na parte da tarde ou durante a noite;

► Dores articulares, rubor e edemaciação, sendo que comumente há o envolvimento de diversas articulaçõe​ 

► Vermelhão ou inflamação da pele que desaparece e reaparece com a febre.

 

Dentre outros sintomas que também podem estar presentes estão:​

 

► Dor de garganta;​ 

 

► Dor e inchaço do abdômen;​

 

► Pleurisia (inflamação das pleuras pulmonares);​

 

► Linfadenomegalia;​

 

► Perda de peso.

 

Diagnóstico

‘‘Uma clinica dermatologica, duas clinicas gerais e dois hospitais passaram pela paciente Silvia até ser diagnosticado‘‘

​Exame de sangue em que Silvia fez no

periodo de tratamento:

 

► フェリチン (“Ferritina“) 

Em pessoas sadias: 

de 3.3 à 105.5 ng/ml

​Resultado do exame:

632.5 H ng/ml 

► CRP (“Proteína C-reativa“)

Em pessoas sadias:

Abaixo de 0.1

Resultado do exame:

2.06 H mg/dl

 O diagnóstico da Doença de Still do Adulto é difícil, porque tanto os achados clínicos, quanto os testes laboratoriais não são específicos; daí considerar-se a DSA uma morbidade de exclusão, devendo-se levar em consideração um vasto número de doenças no diagnóstico diferencial, principalmente aquelas capazes de causar febre de origem obscura. 

É importante observar que muitos pacientes não se apresentam com a síndrome completa. A febre é a primeira manifestação mais comum e os outros achados podem ocorrer muito depois, semanas e ocasionalmente meses.

 Há alguns pontos importantes a se se destacar no resultado do exame de sangue:

► Alta taxa de leucócitos e uma baixa taxa de eritrócitos;

 

► Proteína C-reativa (CRP) e taxa de sedimentação (ESR) mais altas do que o normal;

 

► Nível elevado de ferretina;

►Elevado nível de fibrinogênio;

►Elevados​ níveis das enzimas hepáticas aspartato transaminase (AST) e alanina transaminase (ALT);

 

►​ Teste negativo para o fator reumatóide;

Possiveis causas

‘‘Silvia sempre levou uma vida saudavel, raramente ia ao médico até os primeiros sintomas da DSA‘‘

 A causa da doença de Still ainda não é conhecido. Um dos conceito é que a doença de Still é devido à infecção por um micróbio. Outra idéia é que a doença de Still é uma desordem auto-imune (o sistema imunológico passar a produzir anticorpos contra componentes do nosso próprio organismo) ou hipersensíveis. 

 

Tratamento

“Os medicamentos da paciente Silvia eram variados, sendo o principal os esteroides“

Alguns medicamentos orais em que Silvia foi submetida:

 

“Prednisolona (Prednisona)“, chamados esteróides, muito utilizado em doenças inflamatórias, alérgicas...

“mucosta“, fortalece membrana mucosa do estômago, aumenta resistência ao ácido gástrico.

“Magurakkusu“, melhora a cicatrização da gastrite e a úlcera gástrica.

“Rocaltrol“, rico em vitamina D, voltado para o fortalecimento dos ossos

“Iodopovidona“, desinfector bucal.

“Bonalon“, ajuda a suprir a osteoclastos no osso, deixando-o mais resistente.

“Rheumatrex“, inibe as células envolvidas na inflamação, melhorando os sintomas de inchaço das articulações

“Folie amine“, vitamina do complexo B, ajuda a manter função normal e o crescimento de células pelo tecido do corpo, e na formação de glóbulos vermelho

 

“Rheumatrex“, devido os fortes dores nas articulações.

“neural capsula“, agente imunossupressor, relacionado a ciclosporina.

 Ao mesmo tempo em que o médicamento a base de esteroide ajuda contra a doença, há também o efeito colateral, lembrando que, o efeito colateral irá variar de pessoa para pessoa. Os efetos normalmente são:

 

► Facilidade em contrair outra infecção,

 

► osteoporose,

 

►glaucoma,

 

► miopatia,

 

► arteriosclerose,

 

► úlcera péptica;

►Rosto arredondado,

 

► Insônia,

 

► aumento da pressão arterial,

 

► irregularidade menstrual,

 

► aumento na transpiração,

 

► obesidade,

 

► perda de apetite,

 

► aumento de apetite.

 Até o momento não há cura para esta doença. Todavia, o tratamento pode fornecer alívio dos sintomas, além de auxiliar na prevenção de complicações. Em todo o caso, é utilizado os anti-inflamatórios.

 As vantagens dos anti-inflamatórios são: alto poder analgésico, número reduzido de tomadas por dia e baixo custo.

Anti-inflamatórios não esteróides (AINEs)

 Anti-inflamatórios não esteroidais (AINEs), como a aspirina e o ibuprofeno costumam ser o primeiro tratamento estabelecido.

 

Controlar a inflamação, de analgesia (reduzir a dor), e de combater a febre.

 Algumas vantagens das AINEs consistem em não produzir depressão respiratória, dependência psíquica e nem física e, ainda, não desenvolver tolerância.

Anti-inflamatórios esteróides

Sinônimos: corticóides, corticosteróides, cortisona. Os corticóides apresentam um elevado poder anti-inflamatório e analgésico, contudo têm muitos efeitos colaterais, em especial, quando usados por longos períodos. Entre outros, ocorrem os seguintes efeitos: retenção de líquidos, aumento da pressão arterial, alterações metabólicas diversas, etc. Os anti-inflamatórios esteróides podem ser usados na forma oral, injetável, retal ou tópica.

Glucocorticoides / Imunossupressores (esteroides)

 Nos casos mais graves, a prednisona, ciclosporina, azatioprina, everolimo... É uma opção. Nos casos de persistência dos sintomas, fármacos imunossupresores (Imunossupressão é o ato de reduzir a atividade ou eficiência do sistema imunológico. Pode ser causada por uma doença imune ou, pelo contrário, ser intencional em um tratamento de uma doença autoimune ou usada para evitar rejeição de um transplante.) podem ser úteis.

Recomendação:

► O uso de mascara cirurgica pode ajudar contra a infecção transmitida pelo ar. Protege em até 98%.

 

► Lavar bem as mãos com frequência. 

 

► Evitar pessoas com doenças infecciosas;

 

►Comer apenas alimentos bem lavados e bem cozidos. Carne mal-passada é especialmente perigosa.

 

► Não tomar vacinas com agente atenuado, como gripe ou sarampo, elas só são úteis se o sistema imunológico é eficiente;

 

► Evitar áreas populosas e ambientes fechados como shoppings e cinemas;

 

► Evitar contato com animais. Você não tem que chutá-los para fora da casa, e pode até fazer carinho, apenas deve evitar mordida, arranhão, tocar fezes ou urina, pois eles podem transmitir doenças.

 

► Não cuidar do jardim. Bactérias e fungos perigosos vivem no solo e nas plantas.

 

► Não ignorar cortes ou arranhões. Limpe bem e coloque uma bandagem. Entre em contato com seu médico se você tiver quaisquer sinais de infecção.

 

► Evitar beijos de língua e praticar apenas sexo seguro. Só preservativos podem não ser o suficiente para protegê-lo totalmente. Mesmo saliva pode expô-lo a diversos vírus e bactérias. Pergunte ao profissional de saúde sobre o que é seguro no seu caso

 Pesquisas apontam que aproximadamente 20% dos pacientes com esta doença não apresentam mais sintomas após um ano de tratamento, sem recidivas.

 Em torno de 30% dos pacientes, os sintomas desaparecem, mas retornam ao longo dos anos seguintes e, em cerca de 50% dos pacientes, os sintomas persistem por um longo período.

 Através do exame de sangue da Silvia, é possível analizar o nível de ferritina, CRP e ciclosporina.

 Se o nível de ferritina estiver elevado, a dosagem de esteroide será maior, com isso, haverá um aumento no nível de ciclosporina, ou seja, sua imunidade será menor.

 Se o nível de ciclosporina estiver muito elevado, deverá ter uma diminuição na dosagem de esteroide, porém, a ferritina poderá elevar.

 Por esse motivo, a importancia de um acompanhamento médico, para que o doutor possa analizar e estudar as dosagens certas para cada paciente, mantendo o nível de ferritina, ciclosporina e CRP o mais baixo possível.

​CONCLUSÃO

 Atráves do livro; “um milagre em minha vida“, poderemos observar que, embora a personagem Silvia tenha desenvolvido a doença, a fé tornou sua grande aliada, possibilitando muitos milagres.

​Capa do livro; “Um milagre em minha vida“, a rara DSA sendo esclarecida.

 Embora a Doença de Still do Adulto seja uma doença rara, sem haver um medicamento expecifico que cure a pessoa que desenvolve, é possível sim um tratamento com a ajuda dos esteroides.

 Lembrando que, cada caso é um caso. A doença se manifesta diferente em cada uma das pessoas, por isso é importa não tirar conclusões precipitadas.

 Se haver alguns desses sintomas citados a cima, e nenhuma clinica conseguir identificar o problema, talvez um profissional voltado na área de reumatismo poderá ajudar. 

 Se no exame de sangue, o médico não conseguir constatar nada relevante, peça a ele o resultado e pergunte sobre; “o nível de ferritina“, poderá ser uma grande pista relacionado a Doença de Still do Adulto.

​ Vale resaltar que há várias doenças em que a febre se manifesta, também difíceis de serem diagnosticadas, por isso, deixe que um profissional faça o diagnostico.

 

 Isso vale também para o tratamento, de forma alguma se automedique.

 Independete do diagnostico negativo, nunca deixe de acreditar na melhora. Cultive a fé no coração, assim, o organismo, somando com o medicamento receitado pelo médico, terá um desempenho ainda maior.

 Atráves do livro; “um milagre em minha vida“, poderemos observar que, embora a personagem Silvia tenha desenvolvido a doença, a fé tornou sua grande aliada, possibilitando muitos milagres.

 Qualquer dúvida ou sugestão, entre em contato! Você será sempre bem vindo neste site, e também em nossa página do facebook.